A HBO Max recebeu um pedido de Reboot da icônica série Gossip Girl!

Parece que teremos mais um retorno de Gossip Girl. O serviço de streaming HBO Max, da WarnerMedia, encomendou 10 episódios de uma versão reprojetada do fenômeno da cultura pop, segundo o DeadLine.

O novo projeto vem com nomes já conhecidos do show, os produtores executivos da série original, Joshua Safran, Joshua Schwartz, Fake Empire, Alloy Entertainment, Warner Bros. TV e CBS Television Studios já estão trabalhando na nova fase de Gossip Girl.

Assim como a série original, a nova versão, escrita por Safran, é baseada no livro de Cecily Von Ziegesar. A história vai se passar oito anos depois que o site original foi desativado, uma nova geração de adolescentes de escolas particulares de Nova York foi introduzida na vigilância social de Gossip Girl. A série de prestígio abordará o quanto a mídia social – e a paisagem de Nova York – mudou nos anos seguintes.

Originalmente, Gossip Girl teve seis temporadas de 2007 a 2012 na CW, com 121 episódios e estava no ar em um momento de ascensão das mídias sociais, por isso, vai ser interessante ver como a nova história irá retratar os anos que sucederam essa ascensão e como “a elite de Manhatan” lidou com a exposição cada vez maior.

O presidente da CW, Mark Pedowitz, revelou no TCA em janeiro que houveram “discussões” sobre a retomada da série, em meio a uma infinidade de revivals de programas de TV clássicos, mas a decisão dependia de Schwartz, Savage e Warner Bros estarem a bordo.

Gossip Girl/CW/Divulgação

A série teve um impacto que foi para além da televisão, impactando o mundo da moda e a forma como a audiência lidava com o tema no cotidiano. O New York Times relatou em 2008 que Gossip Girl era “uma das maiores influências sobre como as mulheres jovens gastam”. A série gerou uma linha de moda da Gossip Girl pela designer Anna Sui em 2009. Em 2011, a Warner Bros. firmou parceria com a Romeo & Juliet. Couture criou outra linha oficial de roupas inspirada em Serena van der Woodsen, de Blake Lively, e Blair Waldorf, de Leighton Meester. Havia também uma linha de cosméticos com a Birchbox, com produtos com curadoria da chefe do departamento de maquiagem da série, Amy Tagliamonti, e da chefe do departamento de cabelos, Jennifer Johnson. A Verizon Wireless teve um contrato com a série por cinco temporadas nas quais personagens foram vistos segurando seus celulares. Estimativas do setor apontam que em 2007 patrocinadores como Procter & Gamble, L’Oreal, Target e Johnson & Johnson gastaram mais de US $ 28 milhões em dólares para Gossip Girl.